Farpa | A nossa entrevista à Magnética Magazine - Farpa

A nossa entrevista à Magnética Magazine

Partilhamos convosco a nossa recente entrevista concedida à Revista Magnética Magazine:

Em primeiro lugar, como nasceu esta marca?
A ideia de criar a Marca e fazer algo nesta área surgiu por parte do mentor da marca, ele já tinha a vontade de criar a mesma há algum tempo. Cresceu rodeado de móveis, pois os pais dele têm um loja de venda de mobiliário há mais de 30 anos, sempre teve um fascínio por está área. Há cerca de um ano atrás começou a pensar na possibilidade de começar a criar peças de mobiliário que tivessem uma abordagem diferente do habitual, e entre esboços e muitas ideias as coisas começaram a ganhar forma, depois de percorrer as etapas normais de um inicio de uma marca,  em 2014 finalmente as coisas materializaram e puff, surgiu a FARPA.

O design sempre foi uma área do vosso interesse?
Design? Que tipo? (risos) Agora a sério, sim, o mentor da nossa Marca é Designer de comunicação de formação e desde cedo que têm contacto com o design, mais concretamente com o Design de comunicação e Design de Mobiliário/produto.

Como acham que este assunto é encarado no nosso país? Há muita procura?
O Design é algo que está cada mais presente no nosso país, a relação que existe entre o design e os Portugueses ainda não é das melhores, mas apesar da demora estamos em crer que o nosso povo lentamente se está a apaixonar pelo design e a dar-lhe cada vez mais importância e valor. Na nossa opinião o valor que o design representa varia muito do nível cultural de cada um, estamos a evoluir num sentido positivo e devido a formação académica crescente as pessoas valorizam cada vez a nossa área.
Em relação ao design de mobiliário em concreto, achamos que esta área está em crescendo e com cada vez mais criadores de qualidade no nosso País. Quanto a nossa marca, a procura das nossas peças está a ser globalmente interessante, e notamos que gradualmente as encomendas vão aumentando. Mas como a nossa Marca ainda é recente não podemos ainda fazer grandes balanços ou projeções futuras.

Para ler a entrevista na íntegra:

http://magneticamagazine.com/magazine/farpa/

 

Farpa

07.10.2014